Publicações

livro

Inventar a Heresia?

O Laboratório de Estudos Medievais (LEME) e a Editora da UNICAMP informam o lançamento do livro "Inventar a Heresia? Discursos polêmicos e poderes antes da Inquisição", organizado por Monique Zerner, com tradução da Profa. Dra. Néri de Barros Almeida et al.

 



O objetivo deste livro é discutir a heresia e as estratégias desenvolvidas pela Igreja em relação a ela. A partir da hipótese de que os discursos anti-heréticos são construídos para defender a progressão da instituição eclesial e prevenir ou afrontar resistências a ela, os autores desta obra coletiva (dois especialistas da Antiguidade e oito medievalistas) examinam num encadeamento lógico os dossiês de suas próprias pesquisas: Santo Agostinho († 430) contra Fausto; os primeiros Pais da Igreja contra os gnósticos; o bispo de Cambrai contra os hereges de Arras; o Abade de Cluny, Pedro, o Venerável († 1156), contra Pedro de Bruis († 1131) e seus discípulos; um monge contra o herege Henrique e anônimos contra “a heresia”. Tais dossiês contemplam também o problema das preces pelos mortos e dos dons à Igreja para a salvação das almas, as relações entre Pedro Valdo († 1217) e a Igreja de Lyon, bem como o papel dos cistercienses no estabelecimento da denominação “albigenses” para os diversos agrupamentos heréticos do Sul da França, mais tarde, em meados do século XX, chamados, de forma igualmente ampla e imprecisa, de “cátaros”.

 

O livro pode ser adquirido em: http://www.editora.unicamp.br/inventar-a-heresia.html